segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

IPad

domingo, 26 de dezembro de 2010

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

FELIZ NATAL

Estas fotos são cortesia de Fernando Almeida, morador de Alcochete - Portugal e que publica suas fotos no site Olhares O Fernando gentilmente autorizou que eu publicasse as fotos de meus amigos vestidos com o mais puro e nobre espírito natalino. Como meu humano vai viajar e eu vou para a casa da humana vovó, talvez eu venha a publicar somente no ano que vem. Portanto, vou aproveitar e deseja um Feliz Natal e Próspero Ano Novo a todos os amigos e seguidores. MIAU!

sábado, 11 de dezembro de 2010

O Balão

Sabe aquela tarde de sabado tranquila, em que seus humanos estão em casa, tudo aparentemente em ordem. Pois é, a palavra chave é aparentemente. Eu estava tranquilo na varanda, só curtindo os passarinhos, quando -tchã, tchã, tchã - todos os passaros sumiram e eu comecei a escutar um barulho do tipo schuuuu schuuuuu achuuuu. Levantei pra olhar e lá estava o sol se levantando do quintal da vizinha. Berrei! Chamei a todos para verem o início do fim do mundo. Chegaram batendo foto e o escambau. Povo sem noção: o mundo acabando e eles batendo foto. Iam mostrar pra quem? Pra Jesus? Depois de uma grande gargalhada eles me explicaram que aquilo era um Balão e a esta altura a coisa já pairava em sua plenitude, amarrada por cordas. UFF! Depois viemos a saber que se tratava de uma promoção em que o incauto entrava na cestinha e fazia uma subida fake com descida super rapida ups já foi, acabou. Entendeu? Pois é... depois vieram os trovões e o sabado pacato foi pro s...!
Olha a minha cara. Vê se eu to acreditando no que vejo!

quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

terça-feira, 7 de dezembro de 2010

Para rir...

PET REDE

Então, se você gosta de bicho... já sabe, apesar do garoto propaganda ser um cão. Até é simpático, mas é um cão.

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Modelo


Meu Humano insistiu tanto, que eu deixei ele fazer essa foto. Ele nem sabe o sacrif´cio que foi ficar quieto um minuto, ainda mais com flash na cara e aquele barulhinho instigante que a lente faz quando ta focando. parece um inseto e eu fico doido pra pegar, zum, zuim, zum zum e flash... ora ora, só tendo muita paciência mesmo.
Ah, se alguém me quiser pra modelo, aceito propostas aqui mesmo, nos comentários. Mas não me venham com esse negócio de lata de ração...  é Tiffany, no mínimo.

sábado, 20 de novembro de 2010

sábado, 13 de novembro de 2010

Flagrante!

Mais uma vez fui flagrado... pô tá frio ô meu!

domingo, 7 de novembro de 2010

Cat in a Bag


Colaboração enviada por Peter Pires Kogl

segunda-feira, 1 de novembro de 2010

na prateleira das lojas

Um filme de Chris Marker inspirado nos grafites do gato amarelo que ele encontrava por Paris. Chik, não?!

domingo, 31 de outubro de 2010

O CD da Hora!

Uau! Meu Humano achou um CD muito gostoso de ouvir. Relaxante para filhotes e adultos, com cada faixa formulada para satisfazer as nossas exigências auditivas. São músicas com sons da natureza. Acalma na hora! Recomendado por veterinários e especialistas em comportamento animal. EU, Simão o Gato, atesto comprovadamente o efeito benéfico destas músicas. Sò tem um detalhe no qual discordo: dizem que pode nos fazer companhia na ausência de nossos humanos. Eu, particularmente, prefiro que deixem a TV ligada...

quinta-feira, 14 de outubro de 2010

terça-feira, 12 de outubro de 2010

Na Estrada com seu companheiro de estimação

Para viajar com seu companheiro, gato ou cão, é preciso ter uma certa estrutura com ração, vasilhas e água, além daquela mala apropriada já que nós não usamos cinto de segurança. Se a viagem for longa, você precisa providenciar paradas para que possamos beber água e até para as nossas necessidades. Se você não for para casa de parentes que gostem de nós, precisa se informar se os hotéis, campings e restaurantes que você vai frequentar permitem animais. É preferível você providenciar um hotel ou pensão do que fazer sofrer sempre trancado no carro. Sabemos que hoje em dia até alguns Shoppings já nos recebem de bom grado, mas a maioria dos estabelecimentos ainda reluta em nos aceitar. Alguns, na beira das rodovias, já providenciaram gaiolas individuais para que o animal não precise ficar trancado no carro ou os donos não precisem revesar para ir ao banheiro ou comer o sanduba. Meu humano já viu até bar em Sampa que tem bebedouro na calçada, para quem passeia o cão e resolve tomar uma cerveja, mas gaiola na estrada é a primeira de que tenho notícia. Assim, parece que o número de pessoas que viajam com seu companheiro de estimação está aumentando e os comerciantes estão se preparando para isso. Parabéns para quem saiu na frente.

segunda-feira, 11 de outubro de 2010

Escolha o bicho que tem a cara da cidade


A Prefeitura de São Paulo, através da Secretaria Municipal do Verde e do Meio Ambiente, abriu uma votação na internet para saber qual o bicho símbolo de São Paulo. Estão no páreo o Caxinguelê, o Periquito, o Bugio e a Perereca. Quer saber? Fiquei Puto! E os Gatos? O que a Prefeitura tem contra os Gatos? Mas já que estamos nessa de eleição pra lá, eleição pra cá, eu votei no Caxinguelê. Mas, até agora, o Periquito é que está ganhando...
Ce você quer votar também, acesse o endereço eletrônico a seguir:

sexta-feira, 8 de outubro de 2010

Ferreira Gullar

Ronron do gatinho

O gato é uma maquininha
que a natureza inventou;
tem pêlo, bigode, unhas
e dentro tem um motor.
Mas um motor diferente
desses que tem nos bonecos
porque o motor do gato
não é um motor elétrico.
É um moptor afetivo
que bate em seu coração
por isso faz ronron
para mostrar gratidão.
No passado se dizia
que esse ronron tão doce
era causa de alergia
pra quem sofria de tosse.
Tudo bobagem, despeito,
calúnias contra o bichinho;
esse ronron em seu peito
não é doença - é carinho.

do livro Um gato chamado gatinho de 2000

sexta-feira, 1 de outubro de 2010

Questão de método...

Uma das maiores dicussões da área acadêmica sempre foi o método. Aquela caixinha de ferramentas que os humanos usam para tornar científicas as coisas, os escritos, de modo a favorecer o entendimento e a reprodução de suas experiências. Algo assim, se eu entendi direito. Sabe aquele tipo de coisa que faz com que você inicie suas tarefas sempre da mesma maneira, ou melhor, que permite observar e comprovar o que você está fazendo, além de demonstrar o resultado do que foi feito. Muito bonitinho, quando dito assim, porém, bastante improvável para coisas do tipo: exercitar um gato. Eu sei que humanos freqüentam academias, seguem rígidos métodos e seqüências de exercícios, mas daí virem a patentear um método para exercitar gatos... creio que forma longe demais. Eu me contento com a escada lá de casa, uma cadeira de escritório da minha humana e outros obstáculos que me permitem pular pra lá e pra cá, além de uma bolinha que eu já mostrei para vocês aqui. Pois muito bem: o método de exercitar gatos (patenteado) é mais uma traquitana para deixar seu humanao louco, pois nós gatos nos exercitamos muito bem se nos dão condições, sem precisar que nenhum idiota fique abanando uma vareta pra nós. Aliás, se fosse só abanar... é abanar com método! É claro que, vez ou outra, isso deve até ser uma brincadeira intreressante, mas dai a chamar isso de "método para exercitar gatos" e ficar aporrinhando a gente com isso... tenha dó.

terça-feira, 28 de setembro de 2010

quinta-feira, 23 de setembro de 2010

Para descrentes



Então... minha humana fica reclamando o tempo todo que eu sou grudento, que eu perturbo os estudos dela, que eu subo no espaldar da cadeira em que ela está, que eu quero isso e mais aquilo.Para resolver a questão, eu apresento o video que mostra que "pior do que tá" fica sim senhor...

domingo, 19 de setembro de 2010

sábado, 18 de setembro de 2010

explicação...

direto das páginas de "How to take over teh wurld" (escrito assim mesmo) que você encontra em http://www.icanhascheezburger.com/

segunda-feira, 13 de setembro de 2010

domingo, 5 de setembro de 2010

I can has Cheezburger?

Bestseller absoluto entre desocupados e nerd's. Mandei vir o meu direto da fonte, pois este tipo de coisa não se vende nem se encontra por aqui. Aqui é um país sério!

sexta-feira, 3 de setembro de 2010

Lol Cat Bible

Um dos melhores livros que li recentemente. Lol Cat Bible é uma versão especial das Sagradas Escrituras, com fotos de gatos e textos e legendas em um inglês, digamos assim, não ortodoxo.



terça-feira, 31 de agosto de 2010

sábado, 28 de agosto de 2010

Primeiros Socorros


1) ALERGIA A PULGAS

Alguns animais podem ser picados por inúmeras pulgas e não se incomodar. Já outros, se forem alérgicos, basta que tenham sido picados uma ou duas vezes que, mesmo sem pulga nenhuma, se coçam o tempo todo. Os animais alérgicos reagem à saliva da pulga, ficam cheios de ferida e a pele coça. Normalmente os cães são mais afetados na extremidade traseira, enquanto que os gatos passam a ter pequenas feridas por todo o corpo. Com muita freqüência, os animais alérgicos não tem mais pulga nenhuma, de tanto que se lambem e se coçam, mas continuam se coçando. Caso seu companheiro seja desses que sofrem com alergia, converse com o seu veterinário para que ele prescreva um antihistamínico que você poderá ter sempre em casa. Outra coisa boa é banho com farinha de aveia que ajuda e alivia a coceira. Existem no mercado shampoos antipulgas, mas um shampoo neutro, de nenê, traz bons resultados. No mínimo afoga as pulgas. 
Bom mesmo é prevenir e para tanto nada melhor do que estes produtos tipo Frontline°, aplicado atrás do pescoço, para um tratamento mensal eficaz.

PS: esta seção, Primeiros Socorros, vai aparecer de tempos em tempos, sempre numerada, para dar dicas simples para os humanos cuidarem melhor de seus animais.

domingo, 22 de agosto de 2010

Humanos

Esta é uma das melhores definições de humano que vi ultimamente. Não sabem fazer nada, sequer conviver, se não for ligado na tomada. Ai dos coitados quando lhes falta a luz...

quarta-feira, 18 de agosto de 2010

QUADRINHO

clique no quadrinho para ampliar...

segunda-feira, 16 de agosto de 2010

domingo, 15 de agosto de 2010

DEU NO JORNAL FOLHA DE SÃO PAULO

Então... O caso é o seguinte: os humanos acharam por bem inventar essa tal de cerca elétrica para que outros humanos não fiquem pulando muro. No entanto, esqueceram que nós os gatos gostamos de andar justamente pelos muros. Além de gato gostar muito de observar as pessoas lá do alto, os muros são (eram) vias seguras de circulação. Nós (os gatos) não temos como saber que aqueles fios são perigosos. Isso é cruel. Eu, por exemplo, desde que esta reportagem alertou meus humanos, não sou mais permitido fazer minhas caminhadas matinais pelos telhados da vizinhança. Além de algumas casas por aqui ostentarem esta tal cerca elétrica, se eu cair do lado errado de alguns muros... Já era! Tem cães, nem sempre bem intencionados, nos quintais. Agora, para meu próprio bem, tenho que me contentar com o sol que adentra a janela do banheiro...

sexta-feira, 13 de agosto de 2010

Gato engaiolado...

Então... meus contatos me asseveraram que tem Humano do Bem. Depois de alguma pesquisa, fiquei por dentro do trabalho do Centro de Controle de Zoonoses da Prefeitura de Osasco. Eles pegam os irmãos abandonados, cuidam, vacinam, alimentam e colocam para doação em uma gaiola lá na frente do Mercado Municipal, nas proximidades do Osasco Plaza Shopping. Vale à pena conferir e levar um irmão pra casa.
Parabéns aos abnegados servidores daquela municipalidade!

quinta-feira, 12 de agosto de 2010

FLIP 2010


abrindo espaço aqui para minha humana publicar um texto sobre essa tal de FLIP. vai!


A FLIP deste ano estava meio enfadada. É, enfadada. Um fôlego diferente. Esta impressão talvez tenha sido ocasionada pelas muitas mesas que usaram o mesmo sabonete para os banhos literários. Foram pelo menos quatro mesas sobre Gilberto Freyre, homenageado desta edição. Normal, mas cansativo. Falas repetitivas sobre sua escrita, seu trabalho, enfim. Pena que no meio do banho algumas pessoas saíam com a toalha enrolada na cintura e iam comer churros, ou andar sobre as pedras pontiagudas entre as ruelas da bela cidade de Paraty-RJ. Faltou empolgação aos ouvintes ou criatividade nestas mesas, não sei. Os convidados? Excelentes. Poetas? Destaque absoluto para o Ferreira Gullar que fez de sua fala a mais interessante e agradável da FLIP. Salve! Aliás, falta mais poesia na Flip! “A prima pobre da prosa!”, gritava um jovem poeta pelas ruas de Paraty enquanto o Gullar dizia “A arte existe porque a vida não basta! Poesia é susto!”

Algumas mesas foram decepcionantes, norteadas por falas que mais pareciam uma cartilha do “beabá” egocêntrico de escritores como Robert Crumb, símbolo da contracultura nos anos 60, autor de quadrinhos, que se apresentou debochado e desinteressado. Isabel Allende que, pouco afeita à verbalização, respondia ao mediador da mesa com monossílabos: não sei, sim, não, talvez... Mas nem por isso a FLIP foi “menos” do que as edições anteriores.

É preciso destacar aqui algumas mesas que foram realmente fantásticas, tanto pela temática abordada, quanto pelos escritores que delas participaram. A mesa “Albany, Nova York e outras aldeias”, que contou com a participação de Willian Kennedy e Colum McCann debateram sobre a dicotomia entre o microcosmos das cidades e o mundo. A mesa “Nacional e estrangeiro” com Berthold Zilly e Benjamim Moser, foi simplesmente sensacional! Em certa altura, Benjamim Moser, disse que “a idéia negativa do Brasil é um obstáculo que fica muito aquém da realidade brasileira. No exterior, a procura é pela literatura brasileira e não pelo ‘fulano de tal’”. È isso aí. Fiquei com a idéia de que o mundo tem outro interesse pelo Brasil, que não apenas as bundas e o carnaval. É hora de mostrar uma pintura verdadeiramente brasileira! Também destaco a mesa “Fábulas contemporâneas” que falou do imaginário do Brasil em um diálogo confluente, sob a ótica do sertão mítico de Ronaldo Correia; a São Paulo junkie de Reinaldo Morais e a prosa intimista de Beatriz Bracher. Ano que vem, quero tomar novamente este banho de letras e transbordar de cultura! Quem sabe leve o Simão... rss


quarta-feira, 11 de agosto de 2010

segunda-feira, 9 de agosto de 2010

VOLTA AO LAR

Nossa... pensei que meus humanos tivessem se perdido, mas finalmente voltaram. Na verdade não deram muita atenção aos meus problemas, pois um dos humanos parentes aparentemente quebrou um tal de PSP - seja lá o que isso for. Minha humana foi levar o povo para um lugar chamado aeroporto e meu humano me levou pra casa. Cara, precisei de muita Yoga para aguentar estes dias todos. Ainda bem que meu humano pratica e eu pude copiar algumas poses. No princípio não foi fácil, mas depois vai engrenando. Depois que eu souber aonde meus humanos andaram eu conto mais...
PS: não me entendam mal, pois eu adoro ir na vovó, so que "ET, minha casa", se é que me entendem...

domingo, 1 de agosto de 2010

Outra temporada na Vovó...

Lá vamos nós de novo... desta vez para que meus humanos possam ir para uma tal de FLIP (Festa Literária Internacional de Paraty). Esse negócio de livro é interessante, afinal proporciona uma ou outra traça de vez em quando. E traças voam, meio estabanadas, mas voam e eu me divirto à beça com isso. Outro dia corri atrás de uma e quase quebrei um vaso que minha humana insiste em colocar no canto da escada. Tem um arranjo também, bem no meio do caminho. É verdade que o arranjo fica em cima da mesa e que fica difícil justificar meu caminho por lá, mas ai... tem de dar a dura na traça que resolve voar ali.

terça-feira, 27 de julho de 2010

COMPLÔ

Decididamente, existe um complô contra gatos na imprensa mundial. Onde já se viu dar o prêmio Pulitzer para um livro que compara gatos aos nazistas? (Maus de Art Spiegelman) Se fosse só isso, ainda vá lá, mas e o que o Tom e o Frajola passam? Pura sacanagem! Bom mesmo foram as páginas da revista ANIMAL, nas quais muitas das vezes o gato mastigava o rato. Esse negócio de rato bonzinho, tipo papo Mickey é só para boi dormir. Não me venham com essa, ou já esqueceram a Peste Negra (Bubônica) que assolou a Europa medieval. Rato tem que ser tratado como aqueles infelizes do filme "A Liberdade é Azul" da trilogia do Krzysztof Kieslowski. Nada de complacência. Claro, sempre haverá excessões... Níquel Nausea e a barata Flit que o digam.

segunda-feira, 26 de julho de 2010

capacidades



Na minha casa as portas são iguais a esta do filme. Eu já olhei bastante, mas ainda não tentei abrir...

sábado, 24 de julho de 2010

SACRIFÍCIOS

cara... vocês não imaginam o sacrifício de que se é capaz, por uma guloseima...

quinta-feira, 22 de julho de 2010

FRASES DA CAIXINHA ZEN




Frase extraída aleatoriamente da Caixinha Zen, patrocinada pela Feliway e que veio encartada na Revista Pulo do Gato. A frase vem acompanhada de uma linda foto de um gatinho e a ameaçadora expressão: "proibida a reprodução das fotos". Vai dai que vocês ficam sem a foto do gato, só com a frase...

domingo, 18 de julho de 2010





Meus Humanos, quando saem, pensam que eu fico tomando conta da casa... rsrsrs...

sábado, 17 de julho de 2010

Durma com um barulho desses!

assim vai ficar difícil dominar o mundo

sexta-feira, 16 de julho de 2010

MATRIX

Hoje vou falar de um personagem muito injustiçado. Injustiça ao extremo, com larga dose de preconceito. Preconceito histórico. Todo mundo aqui já viu Matrix, certo?! Pois bem, a certa altura da estorinha, quando os personagens principais retornam da visita que fizeram ao Oráculo, Neo vê um gato preto e exclama: “Déjà-vu”. Se Neo não tivesse visto o gato duas vezes, fazendo a mesma coisa, não teria dito esta expressão (já visto) e não teria alertado os outros de que a Matrix mudou alguma coisa. É um momento crucial do roteiro, chave do filme. Ai eu pergunto: por quê o gato é preto? Puro preconceito com o irmão. Vem lá da Idade Média, da bruxaria, do mau agouro. E é exatamente isto que pretendeu denotar. E querem saber mais? O gato sequer tem nome ou créditos no final do filme. Ninguém escreveu por lá, gato Fulano de tal, ou Beltrano, treinador do gato. Ou vocês pensam que é fácil fazer a mesma coisa duas vezes seguidas, igualzinho e ainda miar certo. Tem dó!

terça-feira, 13 de julho de 2010

Enfermeiro...

Pois é... Minha humana está em casa, de recuperação. Não é que ela tenha ido mal em alguma matéria ou coisa desse tipo, mas é que ela precisa se recuperar da cirurgia que fez. Eu, sempre disposto, fico por perto para ajudar no que quiserem. Agora, falando sério: esse negócio de recuperação é bem legal. Veja você que montaram uma mesa no meio da cama e eu posso ficar por ali. Eu aproveito para brincar de casamata e acampamento. Muito bom.